Diego Buchecha representa a Rocinha no ringue de kickboxing do Skaus Combat

Após semanas de preparação intensa, Diego Silva, de 30 anos, mais conhecido como Buchecha está pronto para representar a Rocinha no Skaus Combat. Esse é um dos maiores eventos de kickboxing do país, organizado por figuras já consagradas no mundo da luta como José Aldo e Emerson Falcão.

Professor Diego da Silva Barbosa, o Buchecha, incentiva o esporte na favela. (Fot: Michele Silva)

Buchecha é um atleta veterano e sua relação com o esporte começou aos 15 anos de idade. Considerado tardio no mundo da luta e, ao contrário do que é comum, ele não foi descoberto em um projeto social. “Comecei a trabalhar cedo e assim pude pagar as aulas. Se existisse algum projeto dedicado à isso naquela época, com certeza teria começado bem antes”, conta Buchecha.

Ele contou que se interessou pela luta inspirado pelos filmes, seus pais não apoiavam a ideia e ele se espelhou em seus professores para fazer a sua história. Valeu a pena. Buchecha foi campeão de muay thai, categoria até 75kg, na Tailândia, em 2015 e tem um longo histórico de competições. Atualmente é vice-presidente da Federação Estadual de Muay thai (FEMM) e Diretor de Arbitragem da Confederação Brasileira de Muay thai (CBMB).

Buchecha começou a ensinar muay thai na Rocinha há 12 anos através do projeto Lutando Para Crescer, criado por ele e alguns amigos. “Comecei um projeto social porque naquela época diziam que isso ‘dava dinheiro’. Logo de cara percebi que isso não era bem assim e quase desisti. Um dia não fui dar aula e a molecada apareceu na porta da minha casa. Eram umas 40 crianças e um deles disse ‘se não vai terminar, por que começou?’. Peguei o material, desci para dar aula e nunca mais parei”. As aulas do projeto Lutando Para Crescer são gratuitas e acontecem no Centro de Lutas da UPP e no Acadêmicos da Rocinha para crianças a partir de 7 anos de idade.

“Assim como eu, muitas crianças crescem com pouca referência dentro de casa, principalmente referência paterna. O esporte acaba tendo um papel muito importante nesse sentido. As famílias notam uma melhora nos estudos, no respeito e na disciplina. Assim como eu me espelhei nos meus professores, eles se espelham em mim”, conta Buchecha, explicando que tem alunos que o chamam de pai. “Tenho 3 filhos de sangue e um montão do esporte”, brinca ele.

Seus alunos também se desenvolveram e trilharam o mesmo caminho. Um deles, Marcos Vuvuzela, foi campeão mundial na Tailândia em 2016 e hoje faz sucesso no MMA. Rafael Careca foi vice-campeão mundial de muay thai também na Tailândia, no mesmo ano.

“Essa é a luta mais importante da minha vida”, destaca Buchecha, convidando à todos para prestigiar a luta. Nós poderemos acompanhar e torcer. O evento começa às 20h e será transmitido ao vivo na televisão pelo canal Combate e na internet, no site do UFC. Buchecha luta contra Cleyton Nunes na terceira disputa da noite.

Confira todas as lutas do Skaus Combat 3:

CARD PRINCIPAL
LUTA 12 – Final GP
LUTA 11 – Lucas Caldas vs Pedro Souza
LUTA 10 – Gibran Alves vs Junior Luiz
LUTA 9 – Ramon Costa vs Wallace Portela
LUTA 8 – Toni Carlos vs Matheus Machado
LUTA 7 – Diogo Manna vs Yuri Vicente
LUTA 6 – Felipe Jesus vs Felipe Campos
LUTA 5 – Cleyton Nunes vs Diego Silva
LUTA 4 – Segundo confronto GP
LUTA 3 – Primeiro confronto GP
LUTA 2 – André Souza vs Jaime Cardoso
LUTA 1 – Luciana Pereira vs Karina Menezes

CARD PRELIMINAR
LUTA 3 – Marcello Cunha vs Lucas Alexander
LUTA 2 – Adilson Ligeirinho vs Denys Ferreira
LUTA 1 – Aryane Reis vs Bia Diniz

Serviço – Skaus Combat 3

Data: Sexta-feira, 12 de outubro
Hora: 18h Card Preliminar / 20h Card Principal
Local: Upper Arena (Rua Bibiano Pereira, 2 – Flamengo, Rio de Janeiro – RJ)
Ingressos: Academia Upper (Rua Marques de Abrantes, 96 – Flamengo) / Famous Burger (Rua Barão do Flamengo, 35 – Flamengo)

Faça um comentário