Por
2 de outubro de 2015

O assessor comercial, João Castro Guidão, faleceu nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, aos 52 anos por problemas de saúde. João será enterrado no cemitério de Irajá, nesta sexta-feira. O velório será realizado a partir das 16h desta sexta-feira na capela C, parte superior da Nossa Senhora da Apresentação.

João C. Guidão adorava compartilhar histórias sobre a Rocinha. (Foto: Reprodução/Facebook)

João C. Guidão adorava compartilhar histórias sobre a Rocinha. (Foto: Reprodução/Facebook)

De origem portuguesa, João era herdeiro da família Castro Guidão, donos da fazenda Quebra-Cangalha, onde surgiu a favela da Rocinha. Ele preservava toda a história da vinda da família, em 1868, para o Brasil através de fotos, recortes de jornais, documentos de terrenos e plantas, além das memórias afetivas. O amor pela família e a Rocinha, fez com que durante muitos anos, se dedicasse em compartilhar a história da origem da Rocinha com pessoas comuns e instituições.

Recentemente, o repórter Michel Silva, do Fala Roça, entrevistou João para uma matéria sobre a fazenda Quebra-Cangalha e a origem da Rocinha. Publicada em agosto deste ano, a matéria viralizou nas redes sociais e ganhou elogios pela riqueza de detalhes contadas por João.

Comprometido com a caridade e bondade, João gostava de homenagear e ser homenageado. Em 2014, ele recebeu o troféu Quality, da International Quality Company, pelo destaque no pionerismo e tradição da família Castro Guidão.

Ele era casado e deixou dois filhos.

Faça um comentário

Categoria: Internas
Tags: , , ,