Um Silva em Nova York

O Consulado Geral dos Estados Unidos no Rio de Janeiro promoveu em 2014, a segunda edição do Programa Vozes Urbanas: um intercâmbio Rio-NYC em jornalismo comunitário. O programa foi criado com o objetivo de promover uma troca de experiências entre jovens jornalistas comunitários dos dois países e visa fortalecer os laços entre pessoas no Brasil e nos EUA e tem forte componente cultural.

Um dos principais objetivos é dar aos jovens a oportunidade de visitar e conhecer comunidades de baixa renda em outro país e fazer reportagens através de mídias sociais e eletrônicas.

Nesse ano, os cariocas escolhidos foram Michel Silva, integrante do Jornal Fala Roça e Daiene Santos, do coletivo Alemão em Cena do Complexo do Alemão, zona norte do Rio. Eles receberam no Rio os jovens Veralyn Williams, 28, e Frank Lopez, 30, ambos jornalistas comunitários das periferias de Nova York, EUA.

Em terra estrangeira, os jovens cariocas foram recebidos pelo coordenador do projeto Brotherhood Sister Sol, Jason Warin. “A Irmandade foi criada em 1994 por Jason e seu amigo Khary Lazarre-White para oferecer programas de apoio para jovens negros e latinos em comunidades carentes em NYC”, conta Michel.

Os jovens ficaraIMG-20140808-WA0002m hospedados durante uma semana em uma casa no Harlem, em Manhattan e tiveram a ajuda de dois tradutores para se comunicar.

Além de visitas em museus, como o Museu da Cidade de Nova York e o Museu do Brooklyn, os jovens visitaram a sede da TV pública MNN El Barrio no Harlem; o jornal Amsterdam News que é dedicado a cultura afro-americana; Youth Communications e o musical STOMP! na Broadway. Eles também tiveram a oportunidade de conhecer a Universidade de Columbia, os estúdios da Time Warner e a Wall Street – o coração comercial de NY; as redações dos jornais New York Times; a TV Globo Internacional e a Academia de Cinema de NYC.

Para os jovens, a viagem serviu de aprendizado no jornalismo. “Nunca pensei que fosse conhecer a CNN, o The New York Times, e outros lugares e pessoas tão legais e experientes, profissionais que servem de inspiração para eu crescer na profissão que escolhi seguir.”, conta Daiene.

Para Michel, a viagem ajudou a pensar nos futuros planos que pretende realizar. “Tudo que aprendi durante a viagem foi importante para aumentar minha experiência sobre o jornalismo comunitário. Espero aplicar algo que vi em NY aqui no Rio de Janeiro, mas precisamos de políticas públicas para a comunicação comunitária no Brasil”, exalta Michel.

Em 2013, o programa Vozes Urbanas levou Rene Silva e Daiene Mendes, ambos do Jornal Voz das Comunidades e moradores do Complexo do Alemão, para os Estados Unidos. E trouxe para o Rio, Marsha Jean-Charles e Nicholas Peart, que são ligados à ONG Brotherhood/Sister Sol.

Faça um comentário

Leave a Reply